terça-feira, 29 de junho de 2010

'Tás aqui ... 'tás a ver estrelas!




BRAD PITT (parte 3)


UMA RELÍQUIA ANTES DE CONTINUARMOS ...


    


                                                     
O COMEÇO DO CAMINHO DO ESTRELATO ...






Thelma & Louise



Em 1991 Thelma & Louise mostra-nos um jovem actor transformado num sex symbol. Foram as suas cenas românticas com Geena Davis que transportaram Pitt para os sonhos das mulheres, meninas e senhoras de todo o mundo. Nada melhor do que um filme feminista, com o intuito de ser visto pelas mulheres com ânsias de liberdade, para lançar o recém-chegado Brad para a ribalta. As trintonas, quarentonas, cinquentonas viram nele a vida selvagem que um jovem rebelde e livre as poderia ajudar a viver. Um perfeito produto de marketing.
A história de Thelma & Louise já é conhecida. Duas mulheres com ânsia de liberdade fogem, transformando-se a sua viagem numa verdadeira aventura e um final estrondoso que nunca mais tiramos da memória.


A cena romântica de Thelma & Louise no vídeo que se segue.



Deixo-vos também a cena em que as duas "fugitivas" dão boleia à personagem de Pitt.




E uma entrevista aos intervenientes no filme.



Seguir-se-ia mais um período de crescimento consistente, até conseguir entrar de novo num filme mainstream ... quanto a mim só lhe fez bem.




Johnny Suede




Johnny Suede foi o filme que se seguiu, sobre um rapaz que quer ser uma rock n' roll star. Só lhe faltam os black suede shoes. Um dia ao sair de um pub caem-lhe do céu os sapatos que tanto procurava. Os amores e desamores vão mostrar-lhe que há mais na vida que um par de sapatos.
Filme de orçamento baixo mostra-nos um Pitt num registo diferente e que teimava em levar uma carreira a fugir dos blockbusters.


Excerto do filme ... reparem bem que também lá está Samuel L. Jackson .... e o cabelo de Pitt é uma coisa de outro mundo.





Neste filme podemos encontrar também Nick Cave ...





E mais uma cena a cantar ....







E MAIS UMA .... INTERMISSION ...

Em 1992 entra numa curta-metragem designada Contact.
A sua aparição na série de TV Two-Fisted Tales não foi bem sucedida, dado que a série não teve sucesso, apesar de esta série contar com actores como Kirk Douglas e Dan Aykroyd.

Seguiu-se um filme de minimo sucesso comercial chamado de Cool World, em que contracenava com Kim Basinger e Gabriel Byrne.




Cool World




Apesar do fraco sucesso comercial do filme (que eu não compreendo, pois tudo o que seja mistura de comics com vida real fica bem em cinema ... veja-se o caso de Roger Rabbit e Space Jam), começava a tornar-se usual ver Pitt contracenar com grandes actores do cinema dos anos 90.

Uma cena do filme ...



Cool World era um Roger Rabbit mais adulto.





NOVO E DECISIVO SALTO PARA AS BOCAS DO MUNDO ...





A River Runs Through It




A partir do filme dirigido por Robert RedfordA River Runs Through itBrad foi aclamado como um dos mais talentosos actores da sua geração e os filmes que se seguiram levaram-no ao estrelato. Os anos de 1993 e 1994 foram os anos da verdadeira afirmação. Era como se Pitt passasse de Ronaldo talentoso no Sporting, a Ronaldo talentoso no Manchester, com maior visibilidade. Faltava ainda a fase Real Madrid. Este filme foi nomeado aos Óscares, e venceu o de Best Cinematography.


Brevemente na parte 4, Três grandes filmes de seguida: "Kalifornia", "True Romance" e "Interview With the Vampire: The Vampire Chronicles" ....


BD

Arquivo:
Parte 1, carrega aqui.
Parte 2, carrega aqui.
Parte 4, carrega aqui.
Parte 5, carrega aqui.
Parte 6, carrega aqui.

5 comentários:

  1. Desconhecia muitos dos filmes iniciais dele. Conhecia o Thelma e Louise e pouco mais.
    Bom artigo, que tem grande pesquisa quase arqueológica até.

    ResponderEliminar
  2. A meu ver Pitt teve uma carreira com grande oportunidades e soube aproveitar várias delas muito bem!

    Abraço
    Cinema as my World

    ResponderEliminar
  3. Paulo: Também eu desconhecia maioria dos filmes iniciais dele. Fico surpreendido com algumas das coisas que encontro ... é fascinante.
    Apesar de ser cansativo, estou a aprender bastante com esta pesquisa. Espero é que não esteja a ficar maçuda, tanta é a ênfase que dou a filmes menos conhecidos.

    Nekas: É verdade, e melhor que tudo, representou sempre com uma qualidade enorme. Pelo que vejo ele merece o sucesso que tem hoje em dia.

    Abraço aos dois.

    ResponderEliminar
  4. Não conhecia o Cool World, nem o Johnny Suede.

    Parabéns pelo post! A foto inicial deste post está girissima!

    ResponderEliminar
  5. Obrigado ...
    Também não conhecia esses dois e o "Cool World" fiquei com vontade de ver, acho esse tipo de filmes engraçado :)

    As fotos têm sido muito difíceis de escolher porque tenho encontrado fotos muito boas.

    ResponderEliminar